Muito além da importante preocupação ambiental e da saúde da população, o processo de melhora da qualidade da água para uso industrial pode ainda economizar muitos recursos no processo produtivo.

Presente diretamente na produção de alguns insumos, como no processo industrial e na higienização, a água com uso eficiente na indústria e comércio pode ser utilizada em processos de recirculação, reúso, e redução de consumo. Para essas ações, é fundamental que seja medida a qualidade da água na fonte de entrada, os processos internos de uso e a saída da água.

A água essencial para uso na indústria deve ter características importantes de potabilidade, como ausência de odor e sabor indesejáveis, contagem microbiológica dentro dos padrões estabelecidos para o uso final, ausência de níveis de metais tóxicos, dureza da água, entre outros.

Falhas no processo de tratamento da água podem alterar o produto final, com perda das características padrão,  características nutricionais, valor comercial ou até mesmo causa de infecções e processos de intoxicação alimentar graves.

Além disso, a água proveniente de reaproveitamento economiza recursos, que podem ser destinados para outros fins.

O gerenciamento da água portanto é melhor para a saúde pública, já que apenas um litro de água contaminada é capaz de afetar quilômetros de rios e seres vivos, e melhor para indústria, que ganha com a eficiência de processos.

Fundamental ainda, é o gerenciamento desse recurso natural para empresas que desejam se posicionar como sustentáveis em um mercado tão competitivo.

Exemplos de tratamento de água

Principal matéria-prima na indústria de bebidas, alimentos e cosméticos, a água merece atenção especial na captação, tratamento, armazenamento e descarte. Utilizada na produção do produto final, caldeiras de geração de vapor, higienização do laboratório, torres de resfriamento e muitos outros processos, deve seguir padrões estabelecidos pela empresa dentro da lei.

Para tanto, são utilizados filtros de água industriais, retirada de cloro, filtro para retirar ferro da água, osmose reversa e outros processos conforme a qualidade da água na captação e uso.

 

Além de ser utilizada como ingrediente para produção, veículo para incorporação de elementos químicos na fórmula, a água na indústria é fundamental como agente de limpeza, resfriamento e aquecimento. Na indústria alimentícia, o controle é ainda mais essencial, onde o uso da água deve atender os critérios da regulamentação do setor, com reavaliação constante da qualidade, assegurando excelência físico, química e biológica.

Por exemplo, na produção de carne. Qualquer que seja a fonte (suína, bovina, aves), utiliza-se um volume considerável na produção, onde temos:

– Fabricação de gelo, lavagem de esteiras e carcaças, preparo de temperos que serão incorporados, lavagem de embalagens, utensílios, higienização dos operadores e equipamentos, etc. Se houver falha de contaminação da água em qualquer um desses processos, o produto alimentício se torna sanitariamente impróprio, por isso a qualidade do processo é tão fundamental.

Ocorre o mesmo no caso de alimentos que carregam água na fórmula, como sorvetes, cafés, chás, bebidas alcoólicas, em que a qualidade da água afeta fortemente o sabor e qualidade finais. Uma água de alta qualidade valoriza ainda mais o sabor.

Alguns exemplos de necessidades facilmente controladas com uso adequado de filtração da água:

  • Presença de cálcio e magnésio, que provocam dureza da água, interagindo com detergentes e agentes de limpeza. Isso aumenta os custos de produção, limpeza e danifica equipamentos como máquinas, além de deixar incrustações e sedimentos em tubulações e equipamentos, favorecendo a contaminação e diminuindo a vida útil de maquinário;
  • Sais de ferro e manganês, que podem alterar cor e sabor da água, provocando crostas em equipamentos, além de manchas em utensílios gerais e tecidos, e favorecer o crescimento de ferro bactérias.
  • Outros agentes como cloretos, nitratos, sulfatos, gases, sílica, além de características como acidez, alcalinidade, substâncias oxidáveis, agentes químicos, substâncias tóxicas, detritos orgânicos e outros, que favorecem processos parasitas.

Todas essas substâncias causam problemas de higienização, também afetam o produto final e principalmente, o maquinário industrial. Uma gestão eficiente desses recursos tem impacto direto na qualidade do produto final, sua durabilidade, na maior vida útil de equipamentos e principalmente, na economia financeira, já que é possível gerenciar além do desperdício, a água para reúso útil.

Os filtros de água e processos de tratamento dependem da análise da água e usos específicos da indústria ou comércio em questão, passando por filtro para retirar ferro da água, filtros industriais e outros processos, por exemplo, osmose reversa, controle microbiano e troca iônica, segundo necessidade.

Somente a análise da água e um processo responsável no atendimento da necessidade de tratamento da água podem garantir a redução nos custos de produção e manutenção dos equipamentos além de garantir qualidades fundamentais da água.

Precisando de filtros industriais de água? Conte com os mais de 30 anos de experiência da Fusati! Além de filtros de água residenciais e industrias, a Fusati é especialista no desenvolvimento de estações de tratamento de efluentes, expertise de mercado que pode ajudar e muito na hora de montar um projeto personalizado para sua empresa. Conte com a gente!

Entre em contato pelo e-mail [email protected] , pelo Whats App (19) 99608-0239 ou pelo telefone (19) 3301-6666.

Open chat
Olá, Podemos ajudar! Fale com um consultor!